Mesmo o aluguel sendo considerado uma despesa que todos queriam não ter, os inquilinos não terão escapatória, tendo que se encaixar a um novo reajuste nos preços.

O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), conhecido como a inflação do aluguel, porque é usado para reajustar a maioria dos contratos de locação, acumula avanço de 5,42% em 12 meses de acordo com a segunda prévia de julho divulgada pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Mesmo com esse avanço no preço do aluguel, no município de Rondonópolis a procura por locação ainda é maior do que por financiamento.

O empresário João Batista explica que os aumentos nos preços funcionam de acordo com o índice fixado no contrato realizado pelo proprietário do imóvel.

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=T9bjisaewl4&list=UUCUete_T6eFKbuUNfvFx40A[/youtube]

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.