No dia 4 de setembro, a Associação Mato-grossense dos Municípios vai realizar o Painel Perspectivas de um Mato Grosso Municipalista, com a participação dos candidatos ao Governo do Estado e ao Senado. As assessorias dos candidatos já participaram da primeira reunião para debater as normas do evento, que será realizado no auditório da AMM.

A instituição está mobilizando os gestores para participar do encontro, que tem o objetivo de apresentar as principais propostas dos postulantes aos cargos públicos para o desenvolvimento do estado e dos municípios.

De acordo com a programação, no período da manhã, a partir das 8 horas, estão previstas as apresentações dos candidatos ao Senado Federal, Rui Prado (PSD); Wellington Fagundes (PR), Rogério Sales (PSDB) e Gilberto Lopes (PSOL). No período da tarde, a partir das 14 horas, estão previstas as apresentações de José Riva (PSD); Lúdio Cabral (PT); Pedro Taques (PDT); José Marcondes Muvuca (PHS) e José Roberto (PSOL).

Leia também:  Senado aprova projeto que obriga preso a pagar tornozeleira

Os candidatos ao governo terão uma hora para a exposição das propostas e os postulantes ao Senado, 50  minutos. As apresentações serão mediadas pelo presidente da AMM, Valdecir Luiz Colle, Chiquinho, e pelo vice-presidente da instituição, Milton Toniazzo. Chiquinho explicou que o Painel será um espaço democrático onde os candidatos ao Governo do Estado e ao Senado Federal poderão apresentar suas propostas e compromissos em prol do municipalismo a partir de 2015.

Conforme Chiquinho, o encontro com os candidatos será uma grande oportunidade para os prefeitos conhecerem as propostas, além de argumentar e contribuir com o melhor plano de governo para Mato Grosso.  “Vamos saber quais serão os compromissos que os candidatos vão assumir com os gestores a partir do próximo ano”, observou.

Leia também:  STF autoriza abertura de inquérito para investigar delação de Silval

Ele citou problemas relacionados às áreas de Saúde, Educação, Transporte, Infraestrutura, Econômico e Social. A luta dos gestores é constante na busca melhoria para a qualidade de vida da população.

Chiquinho avalia que a reunião será importante, pois os municípios precisam de apoio, considerando a histórica crise financeira que compromete investimentos básicos no atendimento das demandas locais. Além disso, existe uma ampla pauta municipalista, com propostas em tramitação no Congresso Nacional e demandas estaduais que visam facilitar a governabilidade nos municípios.

Entre os itens da pauta nacional, destacam-se os seguintes: aumento do Fundo de Participação dos Municípios – FPM, atualização da Lei do Imposto sobre Serviços – ISS, partilha dos royalties e encontro de contas com a Previdência Social.  A aprovação das propostas no Congresso depende da atuação dos membros da Bancada Federal.

Leia também:  Anthony Garotinho é preso no Rio de Janeiro

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.