Começou agora a pouco o julgamento da campanha do deputado e candidato ao Governo José Geraldo Riva (PSD). O pedido de impugnação foi feito pelo Ministério Público (MP) e pela coligação ‘Coragem e atitude pra mudar’ encabeçada por Pedro Taques (PDT) alegando as quatro condenações de Riva no Tribunal de Justiça (TJ).

Nas quatro condenações Riva teria causado danos ao erário de 10,3 milhões. O plenário está lotado.

O relator do caso Agamenon Moreno Junior atendeu os pedidos pelo indeferimento.

Mais dois juízes já votaram pelo indeferimento.

ATUALIZAÇÃO

Lídio Modesto e Andre Pozetti acompanham o voto do relator. Com isso, Riva está  próximo de ter a candidatura impugnada.

11h20

A juíza Maria Helena também votou pela impugnação da candidatura do Riva. Como o pleno é composto por seis membros e o presidente só vota em caso de empate não há como reverter o caso.

Leia também:  Senado retira exigência de placa vermelha para Uber

11h29

José Riva ainda pode recorrer da decisão no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O prazo para recorrer é de três dias.

11h34

O juiz Pedro Francisco acompanhou o voto dos demais e também indeferiu o pedido de candidatura de Riva. Por unanimidade o pleno entende que o candidato é ficha suja e por isso deve ficar fora da disputa.

11h39

O julgamento de José Geraldo Riva é encerrado. A defesa do candidato irá recorrer da decisão.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.