Uma nova denúncia será apurada pelos vereadores da Câmara Municipal de Guiratinga, contra a administração do prefeito Hélio Goulart (DEM). A informação de que servidores públicos estariam cobrando dos sitiantes para realizarem serviços que já são pagos pelo povo através de impostos, que surgiu durante o depoimento de testemunhas de acusação, foi um dos assuntos principais da audiência presidida pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI). As sessões aconteceram ontem (07) e hoje (08) pela manhã.

De acordo com o presidente da comissão, vereador Marcílio Porto (SD), apesar de ser requisitado, Hélio não colocou os pés no plenário legislativo. “O prefeito enviou um advogado, que não respondeu a nenhum dos questionamentos. O único a falar em defesa de Hélio, foi o chefe de gabinete Arí Bonilia, que deu explanações favoráveis”, destaca Marcílio.

Leia também:  Sérgio Moro condena o ex- gerente da Petrobrás a 15 anos e 2 meses de prisão

Durante a sessão, haviam outras testemunhas de defesa, porém o advogado Márcio Garcia, contratado pelo gestor, entrou com recurso para que apenas Ari desse depoimento.

Agora, segundo Marcílio, os membros da comissão farão suas ponderações e além disso, uma cópia do processo será entregue a defesa de Hélio com prazo de cinco dias úteis para que possam fazer demais considerações. “Dentro de 15 dias será marcada uma nova audiência, onde a cassação ou não do prefeito será votada”, declarou Marcílio Porto.

DENÚNCIA

Uma das testemunhas de acusação aproveitou sua fala no decorrer da sessão, para fazer uma nova denúncia. Conforme a fala do denunciante, servidores públicos que foram até as estradas vicinais da região para arrumá-las, teriam cobrado dos sitiantes locais, dinheiro para realizar tal serviço.

Leia também:  Valter continua no comando local do PSB, após congresso municipal

“Vamos apurar, porque os servidores públicos já recebem salário. Isso não pode acontecer de maneira nenhuma”, comentou o vereador e presidente da 1ª CPI de Guiratinga, Marcílio Porto.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.