Uma nova denúncia será apurada pelos vereadores da Câmara Municipal de Guiratinga, contra a administração do prefeito Hélio Goulart (DEM). A informação de que servidores públicos estariam cobrando dos sitiantes para realizarem serviços que já são pagos pelo povo através de impostos, que surgiu durante o depoimento de testemunhas de acusação, foi um dos assuntos principais da audiência presidida pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI). As sessões aconteceram ontem (07) e hoje (08) pela manhã.

De acordo com o presidente da comissão, vereador Marcílio Porto (SD), apesar de ser requisitado, Hélio não colocou os pés no plenário legislativo. “O prefeito enviou um advogado, que não respondeu a nenhum dos questionamentos. O único a falar em defesa de Hélio, foi o chefe de gabinete Arí Bonilia, que deu explanações favoráveis”, destaca Marcílio.

Leia também:  Abertura da 4ª Expoguira é marcada por várias atrações em Guiratinga

Durante a sessão, haviam outras testemunhas de defesa, porém o advogado Márcio Garcia, contratado pelo gestor, entrou com recurso para que apenas Ari desse depoimento.

Agora, segundo Marcílio, os membros da comissão farão suas ponderações e além disso, uma cópia do processo será entregue a defesa de Hélio com prazo de cinco dias úteis para que possam fazer demais considerações. “Dentro de 15 dias será marcada uma nova audiência, onde a cassação ou não do prefeito será votada”, declarou Marcílio Porto.

DENÚNCIA

Uma das testemunhas de acusação aproveitou sua fala no decorrer da sessão, para fazer uma nova denúncia. Conforme a fala do denunciante, servidores públicos que foram até as estradas vicinais da região para arrumá-las, teriam cobrado dos sitiantes locais, dinheiro para realizar tal serviço.

Leia também:  Ladrões que pretendiam usar filmadora para gravar roubo em banco são presos em Cuiabá

“Vamos apurar, porque os servidores públicos já recebem salário. Isso não pode acontecer de maneira nenhuma”, comentou o vereador e presidente da 1ª CPI de Guiratinga, Marcílio Porto.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.