A partir de segunda-feira, dia 25 de agosto, os alunos que estiverem aptos a realizar a Prova Prática para emissão da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) irão utilizar o novo sistema de gestão implantado pelo Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (DETRAN-MT). Todos os equipamentos para o início do trabalho dentro deste formato já estão disponíveis e começam a operar no dia primeiro de setembro.

Conforme anunciado no início deste mês, a partir de agora, todas as provas práticas serão monitoradas eletronicamente com o objetivo de reduzir o número de fraudes e agilizar o trabalho dos examinadores. “Está tudo pronto para o início do novo trabalho. Os primeiros dias serão de testes porque, embora seja um sistema conhecido e implantado em outros estados, ainda é novo para nós. Mas não temos dúvidas de que se trata de um projeto que trará modernidade, além de aumentar o poder de fiscalização”, explica Leandro Jacarandá, Diretor de Habilitação do DETRAN-MT em exercício.

Leia também:  Inscrições para curso gratuito preparatório para o Enem terminam nesta segunda

A primeira mudança é nos agendamentos para a prova. O candidato ainda fará a inscrição através dos Centros de Formação de Condutores (CFCs), a diferença é que o valor que antes era pago para a auto escola para utilização dos carros, agora é realizado através do site do Detran-MT. Pelo valor total de R$ 104,00 (centro e quatro reais) o candidato terá acesso a um sistema de biometria e gravação de áudio e vídeo em todos os passos da prova, o que lhe garantirá total transparência na execução.

O sistema é bom para o condutor que terá toda a prova gravada com áudio e vídeo para posterior análise e é ainda melhor para o examinador. Com o novo sistema de gestão, as planilhas que eram preenchidas manualmente serão substituídas por tablets onde o examinador terá todas as informações do candidato e lançará online a aprovação ou reprovação durante a execução do exame. Com a exclusão da papelada que antes demorava dias para ser digitada, o candidato receberá imediatamente após o teste a impressão do resultado.

Leia também:  Saúde foca em realização de novo concurso

Com o carro totalmente monitorado, as ações do candidato serão registradas em arquivo e, em caso de discordância, poderá ser solicitado através de protocolo ao DETRAN-MT. Essa medida também visa proteger a idoneidade do examinador.

A sociedade também ganha, já que o sistema de gestão ainda pode apontar profissionais que necessitem de reciclagem. O funcionamento é simples, cada vez que o candidato cometer uma falta será registrado pela telemetria. Caso o aluno seja aprovado e o sistema identificar que deveria ter sido reprovado, um relatório será emitido à autarquia que poderá tomar as medidas cabíveis. “Não creio que vamos precisar dessa faceta do programa, mas saber que podemos contar também com essa tecnologia é imprescindível, pois poderemos manter um trabalho de reciclagem ainda mais rigoroso”, salienta o diretor.

Leia também:  Municípios realizam conferências de Assistência Social
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.