Foto: assessoria
Foto: assessoria

O ministro da Educação, Henrique Paim, declarou apoio ao candidato ao governo de Mato Grosso Lúdio Cabral (PT) na noite dessa quarta-feira (06). Após reunião com professores realizada em Cuiabá, ele alegou que o Estado ganhará muito com a vitória do petista e com a reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT).

Paim veio a Cuiabá participar de uma série de encontros sobre Educação no país. As reuniões serão realizadas nessa quinta-feira (07). Nessa quarta, ele reuniu-se com professores e declarou apoio a Lúdio. “Sem dúvida alguma, meu apoio é ao Lúdio e vim aqui reafirmar a importância da continuidade do governo da presidente Dilma e a eleição dele em Mato Grosso”, afirmou.

Lúdio demonstrou otimismo com o apoio e alegou que a sintonia com o Governo Federal pode ajudar Mato Grosso. Ele aproveitou o encontro para apresentar soluções para demandas do Estado, como a criação do curso de Medicina no campus da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) em Barra do Garças, a transformação do Hospital Regional de Sinop em um Hospital Escola para que acadêmicos e população tenham o espaço como centro de formação acadêmica e também de atendimento ampliado e de qualidade, assim como a construção de um campus da instituição em Rondonópolis que deverá estar interligado ao Hospital Regional da cidade. O mesmo deve ser feito em Cáceres com a Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat). Já o Hospital Júlio Muller deve ser um centro de formação de alta complexidade no atendimento a mulheres e crianças em Cuiabá.

Leia também:  “Estão brincando com a cara do cidadão de Rondonópolis” diz Thiago Muniz sobre paralisação dos serviços da Santa Casa

Lúdio ainda assumiu compromisso de honrar a Lei que representa a melhor legislação da carreira de professores do país e estabelece ganho salarial de 100% em 10 anos. O Estado já tem o segundo maior salário do país. Nos últimos 7 anos, a categoria conseguiu ganho real de 72,9%, bem acima da inflação e a média de períodos anteriores. Mato Grosso deixou no período a 20ª posição nacional no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) para ocupar o 5º lugar no ensino fundamental. No ensino médio, saiu da 26ª para 11ª.

“Temos orgulho dessas conquistas, mas temos consciência de que precisamos avançar ainda mais. E nos anima o fato de saber que estamos no caminho certo”, afirmou Lúdio. Das mais de 700 escolas estaduais de Mato Grosso, o compromisso dele é estender a todas o programa “Mais Educação”. Atualmente, são cerca de 500. Entre as 420 escolas que oferecerem ensino médio, 68 já têm ensino integral.

Leia também:  Prefeitura garante pagamento à terceirizadas

Além de Lúdio e o ministro, participaram do encontro a candidata a vice-governadora Teté Bezerra (PMDB), o concorrente ao Senado Wellington Fagundes (PR), os deputados federais Ságuas Moraes (PT) e Valtenir Pereira (Pros), o estadual Ademir Brunetto (PT), a secretária de Educação de Mato Grosso, Rosa Neide de Almeida, membros do Ministério da Educação e demais candidatos da coligação “Amor a Nossa Gente”, formada por PT, PMDB, PR, Pros e PC do B.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.