Os bombeiros trabalharam por mais de uma hora e o trânsito no centro ficou interrompido - Foto: Só Noticias
Os bombeiros trabalharam por mais de uma hora e o trânsito no centro ficou interrompido – Foto: Só Noticias

Um incêndio de grande proporção foi registrado na noite deste domingo (03), na região central de Sinop, distante há 500 quilômetros da Capital, ao norte do Estado. Pelo menos cinco ônibus e um micro-ônibus da empresa de transporte coletivo local ficaram totalmente destruídos. Existem rumores de que a ordem da ação criminosa tenha partido de reeducandos presos na Cadeia Pública.

Houve pelo menos quatro explosões já que os tanques de combustível estavam cheios e as chamas chegaram a atingir 20 metros de altura, porém ninguém ficou ferido, haja vista que os veículos estavam estacionados no pátio de apoio, ao lado de um terminal rodoviário localizado na avenida das Itaúbas, próximo a Catedral.

Leia também:  Estudantes são apreendidos consumindo bebida alcoólica em frente de escola

Conforme informações preliminares, os presidiários estariam revoltados com alterações no sistema de visita de parentes na unidade prisional.

Em entrevista ao site local, Só Notícias, o tenente Marcelo Moessa, confirma que há boatos de que foi uma ação mandada de dentro da cadeia, mas a Polícia Judiciárias Civil e Politec irão investigar se o fogo foi acidental ou não.

“Se foi dada ordem de ataque por algum preso ainda não sabemos. Houve contato telefônico de uma pessoa com a imprensa dizendo que os ataques estariam a mando deles (presidiários). Mas por enquanto, não podemos afirmar que realmente ocorreu isso”, disse.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.