Os Estados Unidos vão entregar armas às forças de segurança curdas que combatem os jihadistas do grupo extremista Estado Islâmico (EI), no Norte do Iraque, informou ontem (11) o Departamento de Estado norte-americano.

“Vamos colaborar com o governo iraquiano enviando aos curdos armamentos”, disse a porta-voz do Departamento de Estado, Marie Harf, à imprensa. Segundo ela, as armas sairão do arsenal das Forças Armadas americanas, e a entrega deve começar na próxima semana. Marie não informou o tipo de armas que o governo norte-americano enviará para às tropas curdas (peshmergas).

Após meses de confrontos no Iraque e de participar da guerra civil na Síria, o Estado Islâmico passou a controlar uma grande parte de território do Norte do Iraque e do Leste da Síria. No dia 29 de junho, os jihadistas anunciaram o estabelecimento de um califado, sistema de governo islâmico que desapareceu há quase 100 anos, com a queda do Império Otomano.

Leia também:  Modelo é pega roubando loja de grife e juiz concede liberdade por ser bonita

De acordo com a porta-voz, a crise levou os governos do Iraque e do Curdistão, cujas relações são normalmente tensas, a cooperar. “A colaboração entre forças iraquianas e curdas atingiu níveis sem precedentes. É algo que nunca observamos no passado”, afirmou a porta-voz.

Na última sexta-feira (8), os Estados Unidos começaram a atingir alvos do Estado Islâmico na tentativa de impedir que o grupo avance no Curdistão e de proteger o consulado norte-americano de Erbil, cidade da região autônoma curda.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.