O artista tirou variadas fotos em diversas poses com o público - Foto: Varlei Cordova /AGORAMT
O artista tirou variadas fotos em diversas poses com o público – Foto: Varlei Cordova /AGORAMT

Duas “estátuas vivas” chamaram a atenção do público que esteve na 42ª edição da Exposul, no Parque de Exposições de Rondonópolis. Os irmãos Edwin e Ermínia Tapain estavam caracterizados de piratas e “roubaram os olhares” de que passava pelo local.

Naturais de Cusco no Peru, os irmãos foram fotografados em variadas poses com diversas pessoas. Segundo Edwin Tapain, que trabalha como estátua viva há 20 anos, as famílias são as mais atraídas pela  apresentação. Geralmente, eles arrecadam em uma noite em torno de R$ 80, já que a contribuição depende de cada pessoa.

Acompanhando o irmão, Ermínia Tapain também se apresentou na exposição - Foto: Varlei Cordova
Acompanhando o irmão, Ermínia Tapain também se apresentou na exposição – Foto: Varlei Cordova

Os artistas já percorreram vários países da América do Sul e várias cidades do estado de Mato Grosso. Em geral, se apresentam em exposições e as vezes, nas ruas.

Leia também:  BoaVista SCPC alerta para os riscos da venda à crédito

Além da caracterização de Jack Sparrow, personagem de Johnny Depp em Piratas do Caribe, o artista também se apresenta como Davy Jones, personagem de Bill Nighy do mesmo filme, e fantasias de duende, cangaceiro, entre outros.

Edwin Tapian trabalha como estátua viva há mais de 20 anos - Foto: Varlei Cordova/AGORAMT
Edwin Tapian trabalha como estátua viva há mais de 20 anos – Foto: Varlei Cordova/AGORAMT

Edwin Tapian ainda explica que se sente realizado com o que faz. “Sou artista, curto muito ser estátua viva, atraindo os olhares das pessoas,” ressalta Tapian.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.