A Polícia Civil e a Politec - foto: Ricardo Teixeira/AGORAMT
A Polícia Civil e a Politec no local onde funcionava a fábrica clandestina – foto: Ronaldo Teixeira/AGORAMT

Uma fábrica clandestina de agrotóxico foi desativada pela Polícia Civil, na manhã desta sexta-feira (15), no bairro Granville, em Rondonópolis. Milhares de frascos do produto foram apreendidos, mas ainda não sabe a origem do material, se era fabricado no local ou roubado.

A fábrica funcionava em uma residência que está alugada há um ano e dois meses onde foi encontrado um vasto material, cerca de 400 litros mais 50 quilos do produto. Não foi encontrado ninguém na residência.

De acordo com o delegado Henrique Meneguelo, a suspeita é que um dos envolvidos seja um engenheiro agrônomo. A partir de agora, será realizado um trabalho minucioso com o material que será encaminhado para o depósito.

Leia também:  Menor é apreendido em tentativa de homicídio no Residencial Farias

O delegado ainda disse que a Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) será acionada para ajudar nas investigações.

A Politec está no local para realizar a perícia.

Na foto, o liquidificador industrial e o produtos aprendidos - foto: Ricardo Teixeira/AGORAMT
Na foto, o “liquidificador” industrial e o produtos aprendidos – foto: Ricardo Teixeira/AGORAMT

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.