Uma pesquisa do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) aponta variação significativa nos preços de frete de dois derivados da soja, tendo como base duas cidades. No caso do óleo, em Lucas do Rio Verde, o valor médio tonelada em Rondonópolis chega a R$ 2,1 mil, incremento de 6,06% em relação ao mesmo período do mês passado. Já em Lucas do Rio Verde, é R$ 1,7 mil (- 2,78%).

No caso do farelo, a pesquisa aponta que em Rondonópolis o transporte do farelo chega a R$ 920 por tonelada, queda de 8,37% em relação ao mesmo período do mês passado. Já em Lucas cai para R$ 890, com decréscimo de 5,32%.

Leia também:  No 1º semestre, geração de emprego cresce 3,3% em Primavera do Leste

O Imea destacou no boletim desta semana, o movimento baixista nas cotações externas de soja já é observado pelo mercado desde junho. “Ao analisar esta movimentação, veem-se também impactos diretos nas cotações internas da soja. Porém, em meio a estes movimentos negativos, os prêmios positivos nos portos brasileiros acabam servindo como uma espécie de válvula de escape para reduzir o impacto dessa tendência negativa”.

Conforme o instituto, atualmente, o prêmio no porto de Paranaguá para agosto apresenta um ágio de US$ 1,85bu, já o prêmio de março de 2015 está em US$ 0,70/bu, apresentando uma variação de -62% entre os dois contratos. “Já as cotações da soja na CBOT também apresentam queda na diferença desses mesmos contratos, porém com variação muito menor entre si, o que demonstra a oportunidade neste momento em torno do prêmio, e torna necessário que o produtor se atente a outros fatores além da movimentação das cotações da soja em Chicago”.

Leia também:  Preço do botijão de gás terá reajuste de 6,9% a partir desta terça
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.