Fechando o 13° Limo Fight, um combate internacional. O Ex-TUF Anistávio Gasparzinho encarou o paraguaio César “Goku” Arzamendia no último duelo da noite, já na madrugada de sábado (16). Melhor para o gringo, que precisou de apenas um round para vencer o duelo e levar o cinturão para casa.

Luta que vale cinturão é especial. Principalmente quando encerra um evento que movimenta uma cidade inteira. Se a torcida era por por Anistávio, brasileiro de nome complicado, o gringo de nome simples, César, levou a melhor.

Ainda no primeiro round, após intensa trocação da dupla, Goku buscou forças talvez no personagem homônimo do anime japonês, talvez na dupla de moças que gritavam desesperadamente o seu nome durante os poucos minutos de batalha. Foi suficiente. Finalizou Gasparzinho e foi aos prantos.
– Isso foi mais que uma vitória. Eu acho que venci porque me esforcei muito para estar aqui onde estou. Sou merecedor, portanto. Fui recebido no Brasil com muito carinho e isso é muito gratificante. É um momento emocionante para mim – declarou o vencedor.

Leia também:  Brasil vence a Holanda e tem desafio mortal contra os Estados Unidos

O adversário, Gaspar, não gostou da intervenção do juiz e reclamou bastante, deixando o octógono sem dar declarações sobre o duelo.

Vale ressaltar que Arzamendia teve que mudar de categoria para aceitar o duelo contra o brasileiro. Antes na categoria até 70kg, teve que perder peso para chegar aos 66kg e concorrer ao cinturão do Limo Fight.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.