O prazo para que os invasores do residencial André Maggi deixem as casas de forma pacificamente já encerrou e os moradores ainda permanecem no local. Uma determinação judicial a pedido da Caixa Economia Federal (CEF) foi expedida para que seja feita a reintegração de posse caso os invasores resistam.

De acordo com uma das representantes do grupo, Marcia Mayca, os moradores irão permanecer e resistir a todo tipo de enfrentamento. “Nós não temos para onde ir, trocamos nossas casas por nossas vidas. Para nós não ocorreu nenhum tipo de acordo entre com as autoridades, não nos ofereceram onde ficar, portanto vamos resistir até o fim e estamos prontos pro que der e vier”, diz Marcia.

Leia também:  Programa ‘Água para todos’ beneficiará mais de 600 famílias em Rondonópolis

Os moradores tinham como prazo até esta quinta-feira (14) para comunicar a Ministério Público Federal (MPF) se iriam desocupar de forma pacífica.

A decisão da data para a reintegração de posse fica por conta da Polícia Federal (PF), o grupo precisa pedir reforço para agir.

 

MPF realiza última reunião com invasores do André Maggi

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.