O velho lobo do mar, Luiz Antônio Pagot (PTB) resolveu não assumir o timão da campanha ao governo do senador Pedro Taques (PDT).

Para quem não sabe Pagot, que é economista, também é militar reformado da Marinha do Brasil e participou de operações importantes enquanto era oficial, chegando inclusive a resgatar um navio em zona de conflito militar, mas, ao que parece mesmo já estando próximo a uma guerra, Pagot ficou com medo de entrar no barco de Taques e não conseguir reverter o caos instalado na coligação e assim evitar que o navio aderne e acabe indo a pique.

Apesar de argumentar que seus projetos particulares estariam tomando muito do seu tempo e não poderia entrar de corpo e alma na campanha, ao que parece, Pagot, percebeu que o mar turbulento em que hoje navega o barco de Taques, tem fortes ligações com as eleições de 2016 e a tripulação do comandante Pedro estaria mais preocupada com a promoção pessoal do que propriamente um projeto político para o estado de Mato Grosso.

Leia também:  Queda de braço no Senado

Alguns imediatos de Taques estariam inclusive causando a discórdia entre os principais membros da tripulação causando um motim e assim obrigando o comandante da nau a apagar um incêndio todos os dias.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.