Um acordo entre a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar (Sedraf), Sindicado Rural de Cuiabá e a Associação Brasileira de Criadores de Cavalo Pantaneiro pode tornar Mato Grosso o 1º estado do centro-oeste a realizar exames de detecção do Mormo.

O acordo assinado pelo gestor da Sedraf, Luiz Carlos Alécio, e os representantes dos demais órgãos, prevê a ampliação do laboratório de analises clínicas veterinárias de Poconé para que a Mormo possa ser detectada.

Atualmente o exame é realizado em São Paulo, o que onera muito os custos de constatação da enfermidade, segundo Antonio Henrique Teixeira, presidente da Associação Brasileira de Criadores de Cavalo Pantaneiro (ABCCP), que também destacou uma maior celeridade no resultado dos exames.

Leia também:  Embaixador da Alemanha elogia ações de combate ao desmatamento em Mato Grosso

A ampliação do laboratório terá um custo estimado de R$100 mil em cooperação entre Sedraf, ABCCP e Sindicato Rural de Cuiabá.

MORMO

O Mormo é uma doença infectocontagiosa causada pela bactéria Burkholderia mallei que afeta os equídeos pode ser transmitida ao homem, podendo levar ambos a morte.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.