Uma troca de acusações de doping entre José Aldo e Chad Mendes ajudou a escalar a tensão entre os dois adversários, até a rápida altercação do evento de mídia do UFC 179, na terça-feira, no Rio de Janeiro. Após o desafiante americano reclamar das constantes lesões do campeão e o acusar de forçar a mudança de local do combate para o Brasil, Aldo ironizou a durabilidade do rival ao dizer que era fruto do uso de “suplementos”. Mendes respondeu dizendo que era o brasileiro quem estaria fugindo dos exames antidoping surpresa que estavam sendo realizados pelas comissões atléticas americanas e resultaram em vários resultados positivos neste ano.

Disposto a “calar” as ironias do campeão e a testar sua própria hipótese, o desafiante afirmou que vai pedir ao UFC para ordenar exames antidoping mais rigorosos durante a preparação para o combate. Mendes desconhecia a existência de uma comissão atlética brasileira – quando enfrentou Aldo pela primeira vez, ela ainda não havia sido criada e o Ultimate agia como seu próprio órgão regulador.

Leia também:  2ª Noitada de Boxe Olímpico acontece em Rondonópolis

– Sim, estou pedindo (exames mais rigorosos), com certeza. Gostaria de fazer exames antidoping surpresa durante a preparação para esta luta. Se ele está fazendo declarações de que eu estou tomando suplementos especiais, vou provar ao mundo que não estou. Se ele quiser fazer, vamos ver se ele pode provar também. Vamos ver, vou pedir por isso, mas não sei se vão fazer – contou.
O atual campeão dos pesos-penas do UFC garantiu que cooperaria com exames mais rigorosos.

– Não vejo problema nenhum se tiver ou não. Eu confio no pessoal do Ultimate. Se forem fazer qualquer coisa, eu vou fazer; se não fizer, a gente não faz. Eu sempre lutei, sempre fiz exames; o que pediram, eu fizeram. Eu luto com cara normal, anormal, de qualquer jeito. O importante é eu estar bem treinado e vencer – disse José Aldo.

Leia também:  Copa Federação pode ter jogos às segundas

O lutador brasileiro refutou as acusações de Mendes de que estaria “correndo” da luta nos EUA e acusou o americano de estar com medo de reencontrar a torcida brasileira. Em 2012, os dois se enfrentaram também no Rio de Janeiro, com vitória de Aldo.

– Primeiramente, eu nunca fugi. Lutei no mundo inteiro, hoje em dia sou campeão lutando não só no Ultimate; lutei no Japão, na Europa, onde foi. Nos EUA, sempre lutei lá, lutei no Canadá. Isso não vem ao caso. Acho sim que ele pode estar com medo, que ele sabe que aqui tem um apoio muito grande da torcida, a energia positiva gira muito em torno da gente. Então, se Deus quiser, vamos chegar lá e vencer – concluiu o campeão.

Leia também:  Atleta da Seleção brasileira de Hóquei é assassinado com tiro na nuca em SP

UFC 179
25 de outubro de 2014, no Rio de Janeiro (RJ)
CARD DO EVENTO
Peso-pena: José Aldo x Chad Mendes
Peso-meio-pesado: Glover Teixeira x Phil Davis

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.