Durante o primeiro mês (15 de julho a 15 de agosto) do período proibitivo de queimadas foram registradas no estado de Mato Grosso –MT, mais de 2,8 mil focos de calor. As informações são do Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Ceptec/Inpe). O período proibitivo no estado começou dia 15 de julho e segue até dia 15 de setembro.

Conforme divulgação da instituição as 10 cidades com mais registros de focos, pela ordem, são: Campinápolis, Colniza, Feliz Natal, Novo Nazaré, São Félix do Araguaia, Gaúcha do Norte, Alto Boa Vista, Nova Maringá, Paranatinga e Juara. No total, o estado contabilizou 2.804 focos no período.

Leia também:  Corrida Solidária contribui com Lar dos Idosos em Rondonópolis

Quem for flagrado ateando fogo no período de proibição será multado. O valor da multa varia de acordo com a área atingida, de R$ 1 mil por hectare nas áreas abertas a R$ 1, 5 mil por hectare nas áreas de floresta, além de ser detido e responder por crime ambiental, com pena prevista em até quatro anos.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.