Mais de 200 pessoas que ocuparam as casas do residencial André Maggi, em Rondonópolis, se organizam para uma caminhada de 60 dias até Brasília para tentar uma audiência com a presidente Dilma Rousseff.

Márcio Ferreira, representante do grupo, explicou que as negociações apresentadas pela Caixa Econômica Federal e Ministério Público consistem apenas na desocupação das casas, contudo a expectativa dos ocupantes é que todos permaneçam nas residências.

“Entendemos que o governo da presidente Dilma é baseado em diálogo, pois até o momento apenas nos é dito que devemos sair pacificamente, mas não abrem espaço para estudarmos uma forma de permanecemos nas casas. Acredito que a presidente poderá intervir nesta situação”, declarou Márcio que espera apenas ter ouvidas as sugestões para que as famílias permaneçam nas residências.

Leia também:  ACIR premia melhores empresas da cidade com troféu Destaque Empresarial

Outro ponto defendido pelos ocupantes é que as pessoas beneficiadas inicialmente pelo programa sejam contempladas urgentemente em outro conjunto habitacional e com melhores condições.

No próximo dia 08 de agosto será realizada uma nova reunião em Brasília, entre uma comissão dos ocupantes, Caixa Econômica Federal e Ministério Público Federal.

A marcha terá início às 4h do dia 18 de agosto, contudo antes de partirem para Brasília os ocupantes realizarão um ato público na Praça Brasil, em Rondonópolis.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.