Quatro pessoas foram indiciadas pela Polícia Civil pelos crimes de estelionato e associação criminosa no município de Itiquira (MT). Elas são acusadas de praticar o “golpe do falso curso” e foram investigados em diversos crimes da modalidade. Os acusados estão com mandado de prisão preventiva em aberto e são considerados foragidos. Mais de 50 pessoas já foram vítimas da quadrilha.

De acordo com a Polícia Civil, os golpistas passavam por cidades do interior com a falsa promessa de cursos profissionalizantes e usavam instituições como Igrejas, Apae, Sindicatos Rurais, entre outros, como parcerias. Porém, não aplicavam o curso e fugiam com o dinheiro dos inscritos.

Segundo investigações da polícia, o golpe foi aplicado pela quadrilha nos municípios de Itiquira, Alto Garças, Rosário do Oeste, além de cidades nos estado de Minas Gerais e Mato Grosso do Sul. A quadrilha já fez mais de 50 vítimas.

Leia também:  Força Tática prende três traficantes negociando droga em via pública de Várzea Grande

Conforme informações da Polícia Civil, um dos crimes aconteceu entre os dias 27 a 31 de maio de 2013, em Itiquira. Um representante de uma empresa denominada SINAEP Cursos e Treinamentos esteve na cidade para divulgar e oferecer falsos cursos profissionalizantes. Após arrecadar o dinheiro das inscrições, a quadrilha ia embora e não retornava mais ao município.

Os golpistas conseguiam obter uma vantagem patrimonial ilícita de prejuízo alheio, induzindo 54 pessoas em erro mediante ao golpe do falso curso.

Em razão do valor cobrado pelas inscrições, R$ 100 por candidato, e pela pouca instrução do público alvo, poucas vítimas chegaram a denunciar o golpe à polícia.

Ao final do inquérito policial, o delegado Santiago Rozendo Sanches, representou pela prisão preventiva dos quatro envolvidos, todas deferidas pelo juiz da Comarca de Itiquira.

Leia também:  Jovem compra moto em garagem de veículo e acaba detido por receptação
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.