A colheita do milho safrinha está praticamente encerrada, em Mato Grosso, mas até agora, apenas 39% da produção foi comercializada. A venda do milho está lenta e isso provoca reflexos nas transportadoras e armazéns.

A saca está sendo vendida por um valor abaixo do custo de produção e para não ter prejuízo, em alguns municípios do estado os agricultores estão optando por guardar a produção em silos bolsas.

Aqueles que vivem de transportar a safra também sentem na pele o prejuízo, até porque, se o milho está parado no campo falta trabalho para quem vive de transportar a safra. Os motoristas reclamam que os agricultores não estão mais contratando os serviços, diminuindo a procura pelo frete em 20% em comparação com o mesmo período do ano passado.

Leia também:  Com probabilidades de chuvas, período exige cautela de motoristas nas rodovias

Se o milho não é comercializado logo, em alguns armazéns o cenário é de grãos parados até fora dos silos. Aí a preocupação dos produtores aumenta pois o período de chuvas está próximo na região e, logo depois, é a colheita da soja.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.