Os preços do etanol ao consumidor final subiram em 13 Estados e no Distrito Federal na última semana encerrada em 2 de agosto, segundo pesquisa da Agência Nacional de Petróleo (ANP). A maior alta foi verificada no Rio de Janeiro, onde o preço médio do litro do etanol hidratado, que é usado diretamente no tanque dos veículos, subiu no período 0,73%, a R$ 2,461.

Em 11 Estados o preço médio do litro do etanol caiu. A maior desvalorização foi observada em Mato Grosso, onde o litro do hidratado saiu de R$ 2,011 para R$ 1,954 por litro.

Em dois Estados — Paraíba e Rio Grande do Sul — o etanol hidratado ao consumidor ficou estável na última semana.

Leia também:  Exportação de soja registra queda, mas volume se mantém estável

No dia 1º de agosto, o preço do etanol posto em Paulínia teve uma leve alta de 0,04%, a R$ 1,139 mil o metro cúbico (indicador Esalq/BM&FBovespa). O indicador Cepea/Esalq para o hidratado também recuou — 0,16%, a R$ 1,2035 por litro na semana encerrada em 1º de agosto.

Segundo o critério que considera que é vantajoso ao motorista abastecer com etanol quando seu preço na bomba é menor que 70% do preço da gasolina, neste momento é mais viável economicamente aos consumidores usar etanol em quatro Estados — São Paulo, Goiás, Paraná e Mato Grosso. Há, no entanto, também estudos que indicam que essa viabilidade ocorre quando o preço do etanol equivale a 80% do preço da gasolina.

Leia também:  Anatel multa Telefônica em R$ 15 milhões
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.