O Ministério Público Estadual, por meio do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco), ofereceu nesta quarta-feira (06.08), denúncia contra 11 pessoas acusadas de integrarem organização criminosa especializada na prática de roubo de defensivos agrícolas, dentre outros crimes em fazendas localizadas na região sul de Mato Grosso.

O grupo formado por pessoas de Rondonópolis, Guiratinga e Várzea Grande, começou a praticar os crimes no final do ano passado. Os acusados responderão por constituição de organização criminosa e roubo qualificado.

De acordo com a denúncia, nem todos os membros da organização criminosa foram identificados até o momento. Cada integrante possui funções específicas que vão desde a execução, logística antes e pós roubo, bem como os que auxiliam nos estelionatos, emprestando suas contas bancárias para a execução dos delitos.

Leia também:  Politec confirma 809 kg de maconha dentro de veículo em Rondonópolis

Durante as investigações da Polícia Civil, foram identificados três roubos de defensivos agrícolas. Em um dos casos, o grupo encapuzado e armado, levou cerca de oito toneladas de agrotóxico, avaliados em R$ 600 mil, de uma propriedade localizada no distrito de Tesouro, município de Guiratinga. Todo produto roubado foi levado em um caminhão.

Foram denunciados: Moisés Luiz de Moraes Filho, Mauro Souza da Silva, Luiz Fernando Silva, Edimar José Cordeiro, Diego Pessoa de Oliveira, Florisvaldo Antunes de Souza, Pedro Gomes dos Santos, Josué Santana de Souza, Gercione Francisco Souza, José Lucas Gomes de Araújo e Diogo Oliveira Dias Cruz.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.