Nem as vitórias sobre nomes como Donald Cerrone, Evan Dunham e Jason High serviram para que os fãs de MMA, principalmente os brasileiros em geral, acreditassem mais na capacidade de Rafael dos Anjos. Quinto colocado no ranking oficial da categoria até 70kg do UFC, o lutador carioca sente a desconfiança na pele e enxerga no evento deste sábado, onde vai encarar Ben Henderson, a oportunidade de finalmente inverter esse quadro.

– Vou vencer para mostrar a todo mundo que estou preparado para ter uma chance, que sou um lutador bom e completo. Muitas vezes sou subestimado. As pessoas sempre acham que vou perder. E sinceramente não sei o porquê. Já ganhei de bons lutadores. Realmente não sei. Quero chegar lá e mostrar que estou ali e tenho condições de chegar – disse, por telefone, ao Combate.com.

Leia também:  União, mesmo com derrota, avança e joga de novo contra o Dom Bosco

Ao mesmo tempo em que se sente subestimado, Rafael acredita que está perto de disputar o cinturão. A derrota sofrida para o russo Khabib Nurmagomedov, em abril, atrasou um pouco seu caminho, porém menos do que ele mesmo esperava. Depois disso, nocauteou Jason High em junho e logo teve marcado o duelo contra Henderson.

– Acho que há grande chance de eu ter uma chance. Ganhando essa luta sábado, vou dar um passo muito grande para mais perto do cinturão. Eu estava com muita pressão antes da luta contra o Khabib, de perder e voltar para o fim da fila, já que eu vinha de cinco vitórias seguidas. Mas a derrota não me colocou numa situação ruim. Até subi no ranking. Agora ele está machucado. Outro cara que está vindo é o Cerrone, de quem eu já ganhei. Enfim, acho que uma vitória me coloca bem perto da disputa de cinturão – afirmou.

Leia também:  Derrota diante do Dom Bosco gerou prejuízo financeiro ao União

O combate contra Bendo será o principal do card em Tulsa, no estado de Oklahoma (EUA). O americano é o ex-campeão dos leves e atual número 1 do ranking de candidatos à disputa de título. Para vencê-lo, o brasileiro se concentra em especial no início da luta.
– Acho que os rounds iniciais vão fazer a diferença. Ele tem muito gás e muito volume. Depende muito do meu jogo mesmo. É chegar lá, botar pressão, meter a mão dura nele, chutar forte e tentar dar aquela intimidada no começo – analisou.

O Combate e o SporTV transmitem o torneio ao vivo e com exclusividade a partir de 20h (horário de Brasília) de sábado; o Combate.com acompanha o evento em Tempo Real a partir do mesmo horário e exibe em vídeo, ao vivo, a primeira luta do card preliminar, entre os pesos-moscas Wilson Reis e Joby Sanchez. Na sexta-feira, o Combate e o Combate.com transmitem a pesagem do evento a partir de 17h30m (também de Brasília).

Leia também:  Diretoria do União deve apresentar equipe dia 14

UFC: Henderson x Dos Anjos

23 de agosto, em Tulsa (EUA)

CARD PRINCIPAL

Peso-leve: Benson Henderson x Rafael dos Anjos
Peso-meio-médio: Jordan Mein x Mike Pyle
Peso-médio: Francis Carmont x Thales Leites
Peso-pena: Max Holloway x Clay Collard
Peso-leve: James Vick x Valmir Lázaro
Peso-leve: Chas Skelly x Tom Niinimaki

CARD PRELIMINAR

Peso-meio-médio: Neil Magny x Alex Garcia
Peso-leve: Beneil Dariush x Tony Martin
Peso-galo: Aaron Phillips x Matt Hobar
Peso-meio-médio: Ben Saunders x Chris Heatherly
Peso-mosca: Wilson Reis x Joby Sanchez

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.