Nos treinos da seleção brasileira de basquete, Isabela Ramona entra em quadra já sabendo quem vai marcar. No treinamento tático, pode ser que a ala de 20 anos tenha que parar outra companheira, mas é da armadora Adrianinha que ela não tira os olhos. Quer ”sugar” o que pode nesse convívio com quem dedicou 15 dos seus 35 anos à Seleção.

– É uma honra e um orgulho. É a primeira Seleção que ‘pego’ com a Adrianinha e tento sugar o máximo que posso. Tento absorver o máximo da experiência que ela tem pra passar. É um prazer e uma honra estar com ela. Não só eu como todas as mais jovens tentamos observar todas as coisas que ela faz e tirar o máximo que podemos de ensinamento – disse Ramona.

Leia também:  União faz neste sábado primeiro jogo da final do sub-19

Uma das mais jovens do elenco, Ramona carrega no currículo o fato de ter sido a cestinha do último Mundial Sub-19, disputado na Lituânia no ano passado. Com média de 18,2 pontos por jogo, ela liderou o time brasileiro na campanha que terminou com o sexto lugar. Integrada ao time principal em seguida, ela sabe que faz parte de uma geração que tem como missão resgatar a confiança do torcedor. Ela terá 22 anos nos Jogos do Rio 2016.

No próximo dia 12, a equipe embarca para o Campeonato Sul-americano no Equador, que vale vaga nos Jogos Pan-americanos do Canadá. O Mundial da categoria será disputado na Turquia a partir de 27 de setembro.

Leia também:  Judoca brasileira vence adversária com 11 segundos e se torna a bicampeã mundial

– A expectativa é sempre a melhor possível. Nosso foco é, mesmo, o Mundial. O Brasil já tem uma história de ser sempre campeão do Sul-americano (são 14 conquistas seguidas) e por isso somos sempre o time a ser batido. Então, não tem essa de deixar o Sul-americano de lado – disse a ala.

A seleção treina desde domingo em São José dos Campos, interior de São Paulo. Quatorze atletas foram chamadas para essa fase de treinamentos. Para o mundial, o grupo deve receber o reforço do trio de pivôs Damiris, Érika e Nádia, que atuam na WNBA. A estreia brasileira no Sul-americano é no dia 14 contra a Venezuela.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.