Com 365 atletas de 24 países o Campeonato Ibero-Americano de Atletismo começa nesta sexta-feira dia 1º, no Estádio Ícaro de Castro Mello, no Ibirapuera, em São Paulo. Atletas de nível mundial competirão na 16ª edição do Ibero-Americano, que tem o Brasil como líder geral do pódio histórico, com 444 medalhas. A Espanha, com 339 medalhas, e Cuba, com 300, ocupam, respectivamente, a segunda e a terceira posição. Já em número de medalhas de ouro, Cuba é a primeira colocada, com 161, enquanto o Brasil é o segundo com 153 e a Espanha é a terceira, com 108.

Dos 29 países que compõem a Associação Ibero-Americana de Atletismo, 24 estarão representados em São Paulo. E o Brasil lutará por seu oitavo título por equipes. Antes, o País venceu as edições de Manaus-1990 (Brasil), Mar del Plata-1994 (Argentina), Rio de Janeiro-2000 (Brasil), Cidade da Guatemala-2002 (Guatemala), Ponce-2006 (Porto Rico), Iquique-2008 (Chile) e Barquisimeto-2012 (Venezuela).

Leia também:  Cuiabá Arsenal encara último rival da 1ª fase do brasileiro

Para manter a ponta no número de pódios, tentar ultrapassar Cuba no número de medalhas de ouro e buscar mais um título coletivo, o Brasil participará com equipe completa: são 81 atletas, entre eles o bicampeão mundial indoor do salto em distância Duda da Silva, que está voltando às competições depois de recuperar-se de lesão.

“O Duda está voltando agora, não podemos esperar uma grande marca no Ibero. Ele está se preparando para as grandes competições das próximas temporadas”, explicou o treinador do atleta, Aristides Junqueira, o Tide. Ele aludia ao Campeonato Mundial de Pequim e aos Jogos Pan-Americanos de Toronto, eventos marcados para 2015, e, claro, aos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016.

Leia também:  Brasil vence a Holanda e tem desafio mortal contra os Estados Unidos

Entre outros nomes importantes, estão inscritos atletas como os brasileiros Anderson, finalista nos 400 m no Mundial de Moscou, e Izabela Rodrigues, campeã do lançamento do disco no Mundial de Juvenis recém-encerrado nos Estados Unidos.

Destaque também para vários atletas dos demais países participantes, como Gabriel Calvo (Costa Rica), na marcha 20.000 m Luguelin Santos (República Dominicana), nos 200 m Angela Tenório (Equador), medalhista nos 100 m e 200 m no Mundial de Juvenis dos Estados Unidos Germán Chiaraviglio (Argentina), no salto com vara.

O presidente da CBAt, José Antonio Martins Fernandes, estava feliz em receber representantes de tantos países em São Paulo. E lembrou que o Ibero-Americano de 2016 será também no Brasil: “A competição será realizado no Estádio Olímpico do Engenhão, será o evento-teste para o torneio de Atletismo dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro”, afirmou.

Leia também:  Atleta da Seleção brasileira de Hóquei é assassinado com tiro na nuca em SP

NOVIDADE – O diretor da competição Martinho Santos informou sobre a utilização de placares eletrônicos para as provas de campo. “Será a primeira vez que usaremos estes novos equipamentos, graças à parceria da CBAt com a empresa The Led. Quem for ao Estádio poderá acompanhar melhor o andamento das provas de saltos e lançamentos, seguindo o padrão da IAAF”, disse Martinho, que afirmou que o “estádio está preparado para o evento”, que teve seu Congresso Técnico realizado na manhã desta quinta-feira dia 31, no Hotel Pestana, de São Paulo.

O 16º Campeonato Ibero-Americano de Atletismo 2014 é uma realização da Confederação Brasileira de Atletismo, com patrocínio da CAIXA e apoio do Governo do Estado de São Paulo e da Federação Paulista de Atletismo.

Advertisements
COMPARTILHAR
Artigo anteriorKaty Perry alfineta Lady Gaga
Próximo artigoQUANTA ESTUPIDEZ….

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.