Segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia, 40% dos brasileiros têm colesterol elevado – sendo que as mulheres representam 30% desse grupo. Assustou? Na maioria das vezes, quem tem colesterol alto não apresenta sintomas e acaba não buscando ajuda médica no momento oportuno nem fazendo exames regularmente. Outros fatores de risco são genética, hipertensão, sedentarismo, diabetes, tabagismo, obesidade abdominal e menopausa.

De acordo com Eliana Borges, coordenadora do Canal Médico do Centro de Diagnósticos Brasil (CDB), mesmo quem apresenta taxas consideradas normais não está livre de complicações futuras. “A partir dos 20 anos de idade, é importante procurar um médico de confiança e realizar as dosagens de colesterol e triglicérides periodicamente”, recomenda.

Leia também:  Livro reúne 50 receitas vegetarianas. Aprenda três

Confira 8 dicas:
1 . Faça exercícios físicos regulares, pelo menos 30 minutos por dia.
2 . Mantenha uma alimentação saudável, rica em frutas, verduras e legumes e com baixo consumo de sal e açúcar.
3 . Evite carnes gordas, leite integral, queijos amarelos, bacon, manteiga, banha, maionese, molhos cremosos e temperos oleosos.
4 . Evite o excesso de álcool e o consumo de carboidratos e açúcar em grandes quantidades.
5 . Opte por alimentos com menos gordura. Grelhar, assar, cozinhar ou refogar é sempre melhor do que fritar.
6 . Com relação ao leite e seus derivados, prefira os desnatados.
7 . Um suco com acerola, abacate e alho pode ajudar a combater o colesterol.
8 . Outra opção é um suco com açaí, banana e leite desnatado.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.