Mal foi arquivada a 1ª Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da história de Guiratinga, os vereadores já almejam dar início a um outro processo focado também na cascalheira adquirida de forma irregular pelo prefeito Hélio Goulart (DEM). (Veja Aqui).

Segundo o vereador Luiz Mário, dois motivos levaram alguns colegas parlamentares a apreciarem essa ideia.

“Quando nós recebemos a denúncia dos sitiantes, reclamando que o prefeito estaria utilizando a cascalheira em benefício próprio e não para arrumar as estradas vicinais, resolvemos abrir a CPI. Mas acontece que no decorrer do processo as coisas foram aparecendo e descobrimos outras irregularidades vinculadas no modo de compra e na parte ambiental da cascalheira”, destacou Luiz.

Leia também:  Doutor Manoel pode deixar o PMDB e migrar para o Solidariedade
Luiz Pires de Araujo apresenta o laudo TCE
Luiz Mário mostra o parecer contrário do TCE – Foto: Ronaldo Teixeira / AGORA MT

Por isso, segundo o vereador, vários colegas de plenário usaram o discurso de que a CPI tinha mudado o foco e que por isso votariam para o arquivamento.

“Não sou eu que estou falando que a compra foi errada, é o Tribunal de Contas do Estado e agora é isso que vamos investigar”, detalhou.

OUTRA DENUNCIA

O vereador também pretende denunciar o prefeito por uso indevido de recurso humano da prefeitura. Ainda no início das investigações, Hélio teria mandado um servidor público para acompanhar os trâmites, esse que não era procurador constituído no processo.

Indagado, o tal servidor ainda alegou que estava acompanhando porque estava defendendo o município, ora a investigação sendo em desfavor do gestor e não do município.

Leia também:  Curso é ofertado gratuitamente para o público LGBT
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.