Orientar na implantação e regulamentação dos Serviços de Inspeção Municipal (SIM), como formar de fomentar e fortalecer os pequenos produtores do estado e as agroindústrias familiares. Este é o objetivo do 1º Workshop de Certificação dos Produtos da Agricultura Familiar, que será realizado na Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM), no dia 29 de setembro. O evento é direcionado aos secretários municipais de Agricultura, médicos veterinários e demais profissionais interessados no tema.

Estão inclusas na programação palestras com representantes do Ministério da Agricultura, Pesca e Abastecimento (Mapa) e da AMM, além de rodada de perguntas e a apresentação do case de sucesso Maracaju, de Mato Grosso do Sul, pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Mato Grosso (Sebrae-MT).

Leia também:  Unidade Padrão Fiscal será reduzida para o mês de setembro em MT

A realização foi definida em uma reunião, que aconteceu na AMM em agosto e contou com a participação de representantes da Controladoria Geral da União (CGU), do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Secretaria de Estado de Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar (Sedraf-MT), Redecoop e Banco Cooperativo Sicredi.

O gerente de Desenvolvimento Econômico da AMM, Hudson Saturnino, irá apresentar um painel sobre as alternativas na implantação dos SIMs. A medida facilitará a inserção dos produtos das agroindústrias familiares no mercado formal, especialmente nos mercados institucionais, como o Programa de Aquisição de Alimentos –PAA e Programa Nacional de Alimentação Escolar – PNAE.

O serviço deve ser legalmente instituído pelas prefeituras, dotado de recursos humanos e materiais necessários ao funcionamento e que atendam aos requisitos de infraestrutura administrativa, de inocuidade e de qualidade de produtos, de prevenção e combate à fraude econômica e de controle ambiental definidos em normas próprias, mediante fiscalização e aprovação pelos órgãos competentes.

Leia também:  Servidores públicos lavam AL em ato contra a corrupção

Hudson destacou que a iniciativa parte da dificuldade em inserir a agricultura familiar mato-grossense nos programas federais, por falta de certificação sanitária. “Até mesmo a mandioca, para venda para a merenda escolar precisa ser descascada, manipulada e por isso carece de inspeção”, exemplificou o representante da Associação.

O 1º Workshop de Certificação dos Produtos da Agricultura Familiar também conta com o apoio do Fórum dos Gestores Públicos Federais de Mato Grosso. As inscrições devem ser feitas no site da AMM

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.