A era Luca di Montezemolo na Ferrari está no fim. Em comunicado oficial divulgado na manhã desta quarta-feira, a Fiat Chrysler, grupo ao qual pertence a empresa italiana, anunciou que, por sua vontade própria, o presidente deixará o cargo no próximo dia 13 de outubro, após a celebração dos 60 anos da marca na América.

De acordo com a nota, Sergio Marchionne, atual presidente-executivo da Fiat Chrysler, será o novo chefão da escuderia que tem como pilotos o espanhol Fernando Alonso e o finlandês Kimi
Raikkonen.

– Esta é a maior escuderia do mundo, e liderá-la foi a maior e melhor experiência da minha vida. Desejo a todos os acionistas, especialmente a Piero Ferrari, todos os anos de sucesso que a escuderia merece – disse Montezemolo.

Leia também:  Inscrições abertas para estadual de tênis em Cuiabá

Luca Cordero di Montezemolo, 67 anos, assumiu o posto em novembro de 1991, nomeado pelo então presidente Gianni Agnelli. Sob sua gestão, a Ferrari conquistou seis títulos do Mundial de Pilotos (2000/01/02/03/04 com Michael Schumacher e 2007 com Raikkonen) e sete do Mundial de Construtores (2000/01/02/03/04/07/08), os dois últimos com o brasileiro Felipe Massa na equipe.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.