Uma reunião realizada no Jardim Iguassú, no último fim de semana, exemplificou a boa adesão popular que está conseguindo ter o chamado ‘quarteto limpo’, com Pedro Taques (PDT) buscando o Governo do Estado, Rogério Salles (PSDB) querendo o Senado Federal, Adílton Sachetti (PSB) candidato a deputado federal e Reginaldo Santos (PPS) na briga por uma das 24 vagas da Assembleia Legislativa de Mato Grosso.

A junção dos quatro políticos está conseguindo driblar a rejeição de grande parte do eleitorado com a política em si, quadro este resultante dos casos confirmados de corrupção e que foram deflagrados em Mato Grosso e no Brasil nos últimos anos.

No domingo (31), mesmo com um intenso calor e uma baixa umidade relativa do ar, Reginaldo e Sachetti conseguiram reunir cerca de 300 pessoas no Iguassú. O presidente do bairro, Balduíno Cardoso da Silva, o Ceará, citou o bom histórico de trabalho do ex-prefeito de Rondonópolis e elogiou a dedicação política de Santos.

Leia também:  Ex-ministro Geddel Vieira Lima é preso após descoberta de malas com R$ 51 milhões

“O Reginaldo é o único vereador que todas as vezes que precisei me ajudou. Eu sempre digo que quero ter orgulho do Iguassú e as melhorias que nós andamos conseguindo muitas tem o dedo dele. Se precisar estar quatro horas da manhã no bairro ele vai tá. Quanto ao Adílton, eu digo sem medo de errar que não tem um deputado federal aí que tem a competência que ele tem”, cravou o líder comunitário.

Nome de destaque no Iguassu e tesoureiro da Associação de Moradores, Juracy Sales da Cunha reforçou as palavras do presidente e foi aplaudido pela população quando definiu o quarteto limpo, comparando-o com os grupos adversários. “O cenário nunca esteve tão ótimo. Nós temos os melhores”, avaliou.

Leia também:  Base de Pátio se rebela, deixa reunião e gera protestos

Em sua fala, Reginaldo afirmou ser compreensível o fato de que boa parte da população não está querendo falar de política, mas afirma que a proposta do grupo encabeçado por Taques tem conseguido lidar bem com isso. “O povo está sim insatisfeito, o clima está pesado, mas o que nós queremos é exatamente mudar esta desconfiança e com isto o quarteto limpo consegue deixar as coisas novamente leves”, disse.

Candidato a federal, Sachetti chamou a população para incitar nos amigos e familiares a discussão por uma política renovada. “Se a nossa indignação por tanta coisa errada é a mesma de vocês, vamos nos juntar”, discursou.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.