Cartazes foram fixadas nas portas das agencias para comunicar a greve - Foto: Ronaldo Teixeira / AGORA MT
Cartazes foram fixados nas portas das agências para comunicar a greve – Foto: Ronaldo Teixeira / AGORA MT

Os bancários decidiram amanhecer de braços cruzados em Rondonópolis nesta terça-feira (30). A decisão foi durante assembleia realizada ontem (29) pelas equipes do Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Bancários de Rondonópolis e região Sul de Mato Grosso. A greve de nível nacional é por tempo indeterminado.

Até o momento 20 estados confirmaram adesão à greve, além do Distrito Federal: Acre, Amapá, Alagoas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Maranhão, Minas Gerais, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe.

A greve será iniciada apenas em agências bancárias. Caixas eletrônicos, serviços de teleatendimento e centros administrativos continuam funcionando.

Leia também:  Bandeira vermelha | Taxa extra na conta de luz pode subir 43%

REIVINDICAÇÕES

Dentre as principais reivindicações o reajuste salarial de 12, 5%, além de piso salarial de R$ 2.979,25, aumento do Participação dos Lucros e Resultados (PLR), mais contratações, aumento da inclusão bancária, Vale-Cultura para toda categoria, fim das metas abusivas, combate ao assédio moral, fim das demissões e rotatividade e combate às terceirizações.

Na luta da categoria, também está o pedido de mais segurança nos bancos com a prevenção contra assaltos e sequestros.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.