As agências bancárias devem amanhecer de porta fechadas na próxima terça-feira (30), em Rondonópolis e no estado de Mato Grosso, já que os bancários rejeitaram a proposta de 7% de reajuste apresentada pela Federação Nacional dos Bancos. Os funcionários decidiram por unanimidade, em Assembleia realizada pelo Sindicato dos Bancários de Mato Grosso (SEEB/MT) na noite de ontem (25) pela greve da categoria.

Dentre as principais reivindicações o reajuste salarial de 12, 5%, aumento do Participação dos Lucros e Resultados (PLR), mais contratações, aumento da inclusão bancária, Vale-Cultura para toda categoria, fim das metas abusivas, combate ao assédio moral, fim das demissões e rotatividade e combate às terceirizações.

Leia também:  Sema firma parceria com Instituto Semeia para melhorar gestão de parques urbanos

Na luta da categoria, também está o pedido de mais segurança nos bancos com a prevenção contra assaltos e sequestros.

A Federação Nacional dos Bancos apresentou uma proposta de 7% de reajuste salarial e não sugeriu avanços nas áreas da segurança bancária, saúde do trabalhador e mais contratações para minimizar as longas filas nas agências.

Para o presidente do SEEB-MT, José Guerra, os mais de 100 funcionários que participaram da assembleia estão empenhados em manter a greve até que as reivindicações da categoria sejam atendidas.

“Nossa categoria está unida e foi em decisão unânime que os bancários rejeitaram a proposta dos bancos. São R$ 28,5 bilhões de lucro dos seis maiores bancos somente neste semestre, e mesmo assim, os bancos insistem em não valorizar seus trabalhadores que adoecem e sofrem diariamente. Chega de desrespeito, por isso, nossa greve vem forte para lutar por melhorias para toda população. Nossa defesa é pelas vidas das pessoas enquanto que os bancos só pensam nos lucros”, afirma o presidente do SEEB-MT, José Guerra.

Leia também:  IFMT Rondonópolis abre inscrições para Congresso de Ensino, Pesquisa e Extensão

O presidente do Sindicato dos Bancários de Rondonópolis, Sebastião Tavares de Oliveira, informou que todas as agências bancárias do município devem fechar as portas a partir do próximo dia 30 e os bancários irão se posicionar na Praça Brasil com cartaz e faixas em forma de protesto.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.