O Banco Central projeta redução de 6,3% nos preços das tarifas de telefonia fixa e aumento de 16,8% nas de eletricidade, este ano. A informação consta do Relatório de Inflação, divulgado hoje (29).

Para o conjunto dos preços, a estimativa é 5%, mesmo valor considerado no relatório divulgado em junho. Essa projeção inclui variações ocorridas, até agosto, nos preços da gasolina (0,2%) e do botijão de gás (0,3%), além das projeções para telefonia fixa e eletricidade.

Em 2015, o reajuste dos preços administrados deve chegar a 6%, mesma projeção anterior. Em 2016, a estimativa é 4,9%, ante 4,5% previstos em junho.

Leia também:  Gastos de brasileiros no exterior crescem 10,2% no 1° trimestre

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.