A coordenação jurídica da coligação “Viva Mato Grosso” protocolou, nesta segunda-feira (15), os documentos necessários para registrar a candidatura de Janete Riva (PSD) a governadora. Ela substitui o marido José Riva (PSD) na disputa, que renunciou após ter o registro negado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A candidatura de Janete já havia sido inserida no Sistema Candex, do TSE, no fim de semana. O prazo para substituição de candidatos se encerra hoje, faltando 20 dias para as eleições.

De acordo com o coordenador jurídico da coligação, José Antônio Rosa, após a publicação do pedido de registro há um prazo de três dias para que os adversários apresentem pedidos de impugnação. Em seguida, o processo segue para o Ministério Público Eleitoral, que emitirá parecer. Após, o pedido de registro vai para o juiz relator do processo no Tribunal Regional Eleitoral (TRE), que dará o seu voto. Em seguida, o registro será julgado pelo pleno da Corte.

Leia também:  População define infraestrutura como prioridade nos debates da LDO

Apesar de o registro da candidata ainda não ter sido julgado pelo TRE, Janete já está autorizada a fazer campanha. Um ato político na noite desta segunda-feira marcará o início da campanha da candidata a governadora, no comitê central da coligação, na avenida Beira-Rio, em Cuiabá.

Para o evento, que começa às 19h, são esperados diversos líderes políticos da Capital e do interior, vereadores, prefeitos e apoiadores. Dirigentes partidários do PSD, SD, PTC, PTN, PEN e PRTB, partidos que compõem a coligação “Viva Mato Grosso”, aproveitarão o ato para manifestar publicamente o apoio à candidatura de Janete Riva.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.