Será que a escolha da forma de instrução que vai ser oferecida aos colaboradores faz diferença no resultado final? Uma palestra é o mais indicado para resolver aquela necessidade de capacitação da equipe? A seguir será apresentada algumas características dos principais formatos que encontramos quando o assunto é capacitação e aperfeiçoamento de habilidades.

Palestra: Constitui de uma breve apresentação de um assunto com duração aproximada de 90 minutos. Geralmente é utilizada para apresentar um novo assunto ou dar uma esplanada em um tema. Durante a maioria das palestras não ocorre a interação do público com o palestrante, sendo em alguns casos disponibilizado ao final um espaço para perguntas, por não ter um aprofundamento no conteúdo ela é válida para despertar o interesse para um futuro aprofundamento no tema.

Treinamento: Chiavenato explica o treinamento como sendo o processo educacional, aplicado de maneira sistêmica, onde as pessoas aprendem conhecimentos, atitudes e habilidades em função de objetivos definidos. Não existe um consenso em relação a duração do treinamento, podendo ter a duração de um ou mais dias e ser dividido em etapas. É uma ótima opção para aprender ou reciclar conhecimentos, habilidades e atitudes.

Curso: Possui um formato mais extenso que o treinamento e tem característica orientada para formação profissional, indicado para quem deseja aprofundar em um determinado tema, possui bastante teoria e tem como foco a transmissão de conhecimento.

Conhecendo essas diferenças fica mais fácil destinar recursos de maneira mais assertiva e elaborar um plano para orientar os gastos com capacitação dos colaboradores, o que não pode acontecer é considerar que a participação em uma palestra vai resolver todos os problemas da empresa e suprir a necessidade de treinamento da organização.

 

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.