O crescimento da economia continua lento e está estimado em 0,52%. Na pesquisa anterior, analistas e investidores tinham a perspectiva de aumento de 0,70%.  As informações são de acordo com economistas dos bancos, apurado e publicado semanalmente pelo Banco Central, divulgada nesta segunda-feira (1).

As projeções do mercado para o PIB têm caído ao longo do ano. Esta foi a décima quarta redução consecutiva do indicador.

A dívida líquida do setor público terá uma ligeira queda na percepção do mercado, passando de R$ 34,99 bilhões para R$ 34,94 bilhões.

Nas contas externas, a perspectiva é também de melhora, com o déficit em conta corrente, um dos principais indicadores do setor, passando de US$ 81,90 bilhões para US$ 81,80 bilhões. Por outro lado, o saldo da balança comercial cai de US$ 2,50 bilhões para US$ 2,17 bilhões. Os investimentos estrangeiros diretos permanecem estimados em US$ 60 bilhões.

Leia também:  Aumenta consumo de combustíveis em MT
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.