Todo mundo sabe a decadência política em que vive o ex-deputado federal e médico Pedro Henry (PP), e parece que o pouco de honra que ainda restava está seguindo ladeira abaixo.

Acontece que o político, que já esteve entre parlamentares de renome, e até hoje pertence ao grupo de aliança a majoritária que segue na liderança nas pesquisas, terá que andar agora com uma tornozeleira eletrônica e ficar pelo menos três horas por dia ‘conectado’ a uma tomada.

O equipamento, que será o acompanhante permanente do ex-deputado, não poderá ser tirado nem mesmo para tomar banho ou dormir.

Henry é ex-secretário de Estado de Saúde e foi condenado no escândalo do Mensalão. Atualmente, ele cumpre pena em regime semiaberto, no Centro de Custódia de Cuiabá, onde passa a noite em uma cela destinada a presos que possuem curso superior.

Leia também:  Avenida começa a receber lombadas eletrônicas
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.