Luta entre companheiros de equipe ainda é um tabu entre os praticantes do MMA. Alguns não aceitam a hipótese de enfrentar um amigo ou colega de time, porém, o presidente do UFC, Dana White, sempre se posicionou contra esse tipo de postura. E, no que depender da intenção dele, futuramente o cinturão do peso-galo (até 61kg) poderá ser disputado por dois membros da academia Team Alpha Male. O dirigente declarou que o campeão TJ Dillashaw pode ter Urijah Faber como desafiante daqui a algum tempo e, ele garante, que ambos aceitariam o duelo.

– Não é diferente de GSP e Rory MacDonald. Você não corre por aí dizendo: “Eu vou lutar com ele amanhã. Quero o cinturão dele” e todas essas coisas. E todos estes caras acreditam que podem bater um ao outro no fundo de suas mentes, desde que eles treinam juntos. Faber lutaria 100% com ele por menos de US$ 1 bilhão, e TJ definitivamente lutaria com ele – afirmou Dana, em papo com a imprensa após o UFC 177, no último sábado.

Leia também:  Circuito de Tênis têm inscrições abertas para torneio em Cuiabá

Todavia, o presidente da organização deixou claro que Faber ainda precisa refazer o caminho até a disputa do título novamente.

– Faber tem que estar em uma posição para lutar pelo título. Ele tem que bater alguém e estar nesta posição primeiro. E, se ele estiver, eu prometo que eles lutarão. Sei que lutarão. É como Rory MacDonald estar na casa de GSP, conhecendo sua academia. Ele não vai correr por aí dizendo que quer o cinturão de GSP. Tem uma hora, um lugar e um jeito de fazer isso. Você nunca vai ouvir o cara dizer isso publicamente. Eles nunca fariam isso – concluiu.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.