Célio Eiji Tobisawa - Foto: Ronaldo Teixeira / AGORA MT
Célio Eiji Tobisawa – Foto: Ronaldo Teixeira / AGORA MT

Investigadores do Departamento de Crimes Contra Pessoa (DCCP) cumpriram um mandado de prisão preventiva contra o médico ortopedista Célio Eiji Tobisawa, 47, suspeito de estuprar pacientes sedados. O médico atuava em Rondonópolis e foi preso na manhã desta terça-feira (23).

De acordo com o delegado da DCCP, da 1ª Delegacia de Polícia de Rondonópolis, Vinícius Francisco Prezotto, a solicitação veio da delegacia do município de Cáceres, onde o doutor já trabalhou.

De acordo com informações do Ministério Público do Estado, os episódios ocorriam quando o médico sedava os pacientes para procedimentos cirúrgicos. A denúncia foi feita por um paciente do município de Colíder (789 Km de Rondonópolis)  que diz ter sido sedado para realizar uma infiltração no joelho, porém, afirma ter acordado antes do previsto e flagrou o médico fazendo sexo oral nele.

Leia também:  Suspeito tenta fugir da Força Tática, mas é preso com droga no Pedra 90

O médico que já atuou em vários municípios do estado é acusado de ter cometido estupro também em Cuiabá (215 Km de Rondonópolis). A polícia afirma que as vítimas são todas homens com idades entre 20 e 30 anos.

Célio Eiji diz que sempre haviam enfermeiros o acompanhando nos momentos das cirurgias. “Eu nunca estava só, isso tudo é armação contra mim” diz o médico que será encaminhado para cadeia pública.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.