Coronel fala sobre segurança púbica - Foto: Ronaldo Teixeira / AGORA MT
Coronel fala sobre segurança púbica – Foto: Ronaldo Teixeira / AGORA MT

O secretário Estadual de Segurança Pública, Alexandre Bustamante, anunciou na tarde desta quinta-feira (25), durante coletiva de imprensa realizada no Comando Regional da Polícia Militar (PM), em Rondonópolis, o planejamento de segurança na região Sul para as eleições de 2014.

De acordo com Bustamante, o esquema contará com a Polícia Militar (PM), Polícia Judiciária Civil (PJC), Polícia Federal (PF), Corpo de Bombeiros, Politec e Exército.

“Este planejamento foi discutido e homologado com juízes locais. Também como novidade utilizaremos todo aparato que foi usado na Copa do mundo”, contou.

A região Sul é composta por oito zonas eleitorais distribuídas em 19 municípios. Em todas as cidades serão disponibilizados além dos militares, um delegado, investigadores e escrivães.

Leia também:  Sanear passará a cobrar taxa de lixo a partir de outubro

Em Rondonópolis, a Polícia Federal é quem cuidará da parte do termo circunstanciado, ou seja, caso exista algum crime eleitoral será a Delegacia de Polícia Federal que será responsável pela apuração uma vez que a PJC será distribuídas nos municípios da região.

Locais de votação com mais de 4 mil eleitores ou com incidências de crime eleitorais, terão policiais militares fixos com intuito de inibir qualquer prática criminosa. Também haverá rondas ostensivas em outras regiões bem como em zonas rurais.

Conforme o comandante do 4º Comando Regional, coronel Walter, o trabalho de planejamento iniciou desde o começo do ano e só termina depois das eleições. Ele explicou que além dos que forem destinados ao esquema, mais de 80 homens ficarão responsáveis para as ocorrências de denúncias ou emergências.

Leia também:  Novas imagens mostram que camionete estava em alta velocidade

“Cerca de 80 homens da Força Tática e oito do serviço de inteligência ficarão responsáveis pelo patrulhamento em Rondonópolis”, acrescentou o comandante.

O Corpo de Bombeiros estará aposto com unidades do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) mais centralizadas e a Polícia Técnica também auxiliará se requisitada. Em terras indígenas a Polícia Federal atuará juntamente com o Exército.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.