Pesquisadores, consultores técnicos e empresas que atuam na cotonicultura em Mato Grosso estarão reunidos de terça (09) a quinta-feira (11) desta semana na Embrapa Agrossilvipastoril, em Sinop (MT), para participar do “Encontro sobre o Manejo da Cultura do Algodoeiro”.

O objetivo do evento é discutir e analisar a cultura do algodão e seus entraves dentro do sistema de produção soja/milho/algodão e propor ações de transferência de tecnologia e pesquisa e desenvolvimento para esta cadeia produtiva.

“Nunca realizamos um encontro nessa magnitude reunindo esses atores. Esperamos que seja o primeiro de muitos. A ideia é realiza-lo de dois em dois anos”, comenta o pesquisador da Embrapa Algodão e coordenador do evento Luiz Gonzaga Chitarra.

A ideia de reunir pesquisadores, consultores técnicos e os representantes das empresas que atuam na cotonicultura surgiu após a realização de um diagnóstico da cultura em Mato Grosso, feito pelos pesquisadores da Embrapa Luiz Chitarra e Fernando Lamas. Entre os meses de abril e maio eles visitaram fazendas de algodão e identificaram os principais entraves da cultura no estado. Este diagnóstico foi recentemente publicado por meio da Série Documentos.

Leia também:  Governo confirma concessão do Aeroporto de Rondonópolis

“No mês de julho, após finalizado o diagnóstico, nós tivemos um seminário com a presença de pesquisadores da Embrapa Algodão para discutir o que realmente está acontecendo em Mato Grosso com relação à cultura algodoeira. E esse seminário foi uma base para realizar este Encontro”, explica Chitarra.

Entre os principais problemas identificados na cultura do algodão em Mato Grosso e que serão a base das discussões neste Encontro estão a prática da monocultura, o baixa utilização do plantio direto, pequeno aporte de palhada no solo, muita movimentação do solo, aumento da incidência de plantas daninhas como o capim pé-de-galinha, altas populações de percevejos marrom e castanho e grande incidência da doença ramulária.

Leia também:  Inscrições para o 'Encontro de Bibliotecas de MT' vão até dia 25 de novembro

Programação

A programação do Encontro sobre o Manejo da Cultura do Algodoeiro terá início na manhã desta terça-feira e contará com palestras sobre o panorama da cotonicultura no estado, ações integradas de transferência de tecnologia e sobre a utilização de cultivares geneticamente modificadas. Haverá ainda mesas redondas e trabalhos em grupos sobre manejo de solo, manejo de plantas daninhas, manejo integrado de pragas e manejo de doenças. Ao fim do evento, na manhã de quinta-feira, serão discutidas as propostas integradas de pesquisa e desenvolvimento e de transferência de tecnologia a serem implantadas no estado.

Algodão em Mato Grosso

De acordo com dados da Conab, o plantio de algodão no estado de Mato Grosso obteve um aumento de 29% na safra 2013/2014, um total de 613 mil hectares. Atualmente o estado é o maior produtor da fibra no Brasil, sendo responsável por metade da produção nacional e das exportações feitas pelo país. Apesar do número expressivo, apenas 300 produtores ou grupos empresariais produzem algodão em terras mato-grossenses.

Leia também:  Moradores ficam apavorados com tempestade de areia que se formou em Campo Verde
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.