O candidato a governador Lúdio Cabral (PT) reforça que o modelo de governo que pretende adotar ao longo de sua gestão será de permanente diálogo com a população e próximo das cidades de Mato Grosso por meio da descentralização da administração pública e, ao contrário da chapa adversária, não irá defender interesses de bilionários que financiam campanhas de altas arrecadações em troca de facilidades num eventual mandato.

“Está muito claro pra nós isso e essa é a diferença do nosso projeto para o do nosso adversário. O nosso projeto não é de uma pessoa só, nem de uma meia dúzia de milionários que estão financiando uma campanha para depois cobrar do governo que os interesses sejam atendidos. Esses bilionários, que querem ficar mais milionários ainda, enriqueceram às custas do sofrimento nosso povo e de facilidades do Estado”, disse Lúdio.

Leia também:  Vereador Thiago Silva questiona valores cobrados pelo Pátio Rondon e pede providências

O candidato também pontua que dos projetos que estão a postos para Mato Grosso nas eleições deste ano, só o da Coligação “Amor a Nossa Gente” representa, de fato, o povo trabalhador e um esforço coletivo para cuidar de Mato Grosso.

“O nosso governo será de união, esforço coletivo para enfrentar os nossos problemas e superar cada um deles. Essa é a nossa diferença em relação ao outro projeto que está em disputa nas eleições deste ano”, enfatiza.

As afirmações de Lúdio foram feitas no município de Colíder, nesse sábado (06-09). Participaram da reunião a candidata a vice-governadora Teté Bezerra (PMDB), o candidato ao Senado Wellington Fagundes (PR), o prefeito Nilson Santos (PMDB), representantes de momentos sociais e entidades, vereadores, secretários, líderes partidários e candidatos a deputados federal e estadual da chapa proporcional da Coligação “Amor a Nossa Gente”, que reúne PT, PMDB, PR Pros e PCdoB.

Leia também:  Comissão da Câmara aprova o "distritão" para as eleições do ano que vem

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.