Uma cascata de lava começou a jorrar nesta quarta-feira (17) do vulcão Mayón, o mais ativo das Filipinas. As autoridades locais já iniciaram a retirada de milhares de pessoas ante o temor de uma erupção.

Foi decretado um nível de alerta três em uma escala de cinco de possibilidade de erupção nas próximas semanas.

Cerca de 8.000 pessoas, das 50.000 previstas, foram levadas para refúgios temporários.

O vulcão Mayón, de 2.640 metros de altura, é uma atração para os turistas locais e estrangeiros, assim como um perigo permanente para qualquer pessoa que se aproxime demais.

Vários turistas e seu guia turístico perderam a vida na última erupção, em maio de 2013.

Leia também:  Prédio desaba na Índia e confirma mais de 20 mortes e várias pessoas presas a escombros

A erupção mais mortífera aconteceu em 1814, quando 1.200 pessoas perderam a vida por causa da lava.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.