A Orquestra e Coral do Instituto Flauta Mágica, do bairro Jardim Vitória, na periferia de Cuiabá, irá levar música de boa qualidade em sua turnê para Alemanha, Áustria e Suíça, a partir do dia 08 de setembro, em um intercâmbio musical, que recebe apoio por meio do Programa de Apoio á Cultura (PROAC 2014).

O grande sonho começou 10 anos atrás, quando o instituto realizou a sua primeira turnê internacional para França, onde participaram de um Festival de Música Orquestral e conseguiram contatos com maestros, que ajudaram na realização desta nova empreitada.

O grupo é composto por 32 crianças e jovens que se preparam à exaustão do ponto de vista técnico para levar a boa música, com um repertório que mescla o erudito e o popular, ao executar obras de compositores clássicos como Bach, Mozart, Schubert, Heitor Villa Lobos entre outros, e de compositores da Música Popular Brasileira (MPB), como Pixinguinha, Tom Jobim, Gilberto Gil, Milton Nascimento e Edu Lobo.

Leia também:  Ex-deputado de MT é condenado a mais de 18 anos de cadeia por desvio de dinheiro

Os músicos irão passar pelas cidades de Munique, Salzburg, Viena, Nuremberg e Basel. Segundo a aluna Letícia Daniele, a ansiedade é grande. “Será inesquecível. Eu nunca fiz uma viagem dessa; meus pais estão muito nervosos, mas me apoiam em tudo” destaca Letícia, de apenas 13 anos.

Com grande expectativa o Maestro Gilberto Mendes não vê a hora de mostrar aos seus alunos cidades que são o berço da música clássica ocidental ” Eu fico emocionado porque ver algo que idealizei alçar voos e ter outras pessoas acreditando, é uma grande responsabilidade e ao mesmo tempo motivo de uma imensa alegria” afirma o maestro do Instituto Flauta Mágica

Criado no ano de 1998, o Instituto mantém no bairro Jardim Vitória, um projeto social voltado para crianças e adolescentes em situação de risco. A metodologia de ensino da música instrumental, balé e canto coral implantada é inovadora e inteiramente desenvolvida pelo Maestro Gilberto Mendes, com base na sua experiência em mais de 30 anos como educador musical.

Leia também:  Inscrições para o 'Encontro de Bibliotecas de MT' vão até dia 25 de novembro

O Instituto Flauta Mágica musicalizou mais de 2 mil crianças e jovens, dentro de uma comunidade com uma população de aproximadamente 12 mil moradores. O índice resultante de 16,6% é extremamente relevante. O projeto atua em rede com os Pontos de Cultura de Mato Grosso e interage com as escolas regulares inseridas na comunidade onde atua para buscar e dar suporte ao processo de educação geral dos beneficiários.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.