Joel Fernandes, de 29 anos, conta que já sofreu muito preconceito por causa do seus 2,29 metros de altura. Em visita a Fortaleza nesta quinta-feira (28), Ninão, como é conhecido pelos amigos, afirma que fez do seu diferencial uma forma de ganhar dinheiro. O paraibano viaja para fazer promoção de um pastel gigante. “A minha altura virou uma fonte de renda”.

Joel lembra que já ouviu várias piadas sobre a altura e, que aprendeu a usar o humor, para responder. “O pessoal fala muita piadinha, mas como são todas repetidas, eu tenho a resposta pronta, mas não me incomodo muito, levo na brincadeira”, diz. Aos 14 anos, ele já tinha dois metros de altura. “Na escola eu me dava bem com alguns alunos, mas nas ruas as pessoas não entendem que ser alto não é nada de outro mundo”, relata.

Leia também:  Policiais civis são investigados por passar informações de operações no RJ

Desde 2007, Joel Fernandes tem o título de homem mais alto do Brasil pela RankBrasil. Joel Fernandes Silva é do interior da Paraíba e estava em Fortaleza para promoção de um pastel de 70 centímetros em um shopping. Ele conta que aproveitou a “visibilidade” do seu tamanho para promover eventos. “Vi uma vez o mais alto do mundo participando de eventos e decidi participar.

Mesmo superando as piadas e o preconceito, Joel admite que o tamanho gera dificuldade de comprar roupas. “Tudo é difícil, não existe roupa em loja para as pessoas da minha altura. Tem que ser tudo sob encomenda, já conheço algumas pessoas que fazem roupas, e elas têm as minhas medidas. Em alguns eventos que eu participo como garoto-propaganda também ganho roupa das marcas já para o meu tamanho”, afirma.

Leia também:  Mulher fica em estado de choque após sofrer assédio sexual dentro de ônibus coletivo
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.