O Ministério Público formou um inquérito para pedir a suspensão da venda do Residencial Rosa Bororo em Rondonópolis. O pedido da liminar foi expedido pela juíza Milene Aparecida Pereira Beltramine nesta sexta-feira (26).

Na liminar consta a proibição da venda dos terrenos, qualquer tipo de publicidade e a retirada dos maquinários que trabalham no local.

O inquérito foi instaurado devido as irregularidades encontrada no local,  como falta de licença ambiental e registro de incorporação, portanto está em desacordo com a legislação em vigor.

A empresa Kappa Empreendimentos Imobiliários LTDA que é responsável pela construção pode recorrer da decisão. A juíza também mandou recuperar as Área de Preservação Permanentes (APPS).

Advertisements
Leia também:  Caminhão tomba após buraco abrir em avenida no bairro Parque das Águas

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.