Mais de 400 denúncias de crimes eleitorais já foram registradas no aplicativo para celular ‘Pardal’, disponibilizado pelo Tribunal Regional Eleitoral em Mato Grosso (TRE-MT). As denúncias foram feitas de 49 municípios de Mato Grosso onde mais da metade são relacionadas a propagandas e banners.

As irregularidades denunciadas por meio do dispositivo foram responsáveis por 41 processos na Justiça Eleitoral. Desses, 19 processos tramitam nas zonas eleitorais, um está em tramitação na Corte e, os demais, foram arquivados por falta de provas.

DENÚNCIAS

Do total de denúncias, 65% são por propagandas e banners, 7% por uso da máquina administrativa, 5% por compra de votos, 4% por propaganda em páginas da internet, 4% por propaganda nas redes sociais e 13% são por irregularidades classificadas como ‘outros’.

Leia também:  Governo do Estado inaugura escola militar em Juara

As denúncias que forem anexadas com documentos devem servir de suporte para juízes e Ministério Público Eleitoral analisarem a conduta dos candidatos no pleito.

SOBRE O DISPOSITIVO

O dispositivo permite à população denunciar irregularidades de forma anônima e já foi baixado por mais de dois mil usuários em todo o estado. Conforme balanço do TRE-MT, 169 denúncias foram enviadas por eleitores de Cuiabá e, o restante, de cidades como Várzea Grande, na região metropolitana, Cáceres, Barra do Garças, Sorriso, Tangará da Serra, Sinop e Pontes e Lacerda.

O ‘Pardal’ foi desenvolvido pelo Tribunal Regional do Espírito Santo (TRE-ES), que autorizou o uso da tecnologia em Mato Grosso.

O aplicativo está disponível de forma gratuita no site do TRE-MT para smartphones que tenham sistema operacional Android.

Leia também:  Defesa Civil | Alerta para tempestade no fim de semana

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.