O “Diário Oficial da União” traz, nesta quarta-feira (10), seis portarias do ministro Guido Mantega, da Fazenda, autorizando o Tesouro Nacional a subsidiar créditos concedidos por bancos estatais e bancos cooperativos, principalmente à agricultura. Todas referem-se a operações contratadas entre julho de 2013 e junho de 2014.

Para efeitos de cálculo e pagamento do subsídio, que é na forma de equalização de taxas de juros, o saldo médio dos empréstimos subsidiados foi limitado a R$ 53,8 bilhões, soma aproximada dos valores definidos nas portarias. A maior parte disso, cerca de R$ 41,84 bilhões, refere-se a créditos do Banco do Brasil à agricultura, incluindo a familiar.

Também foram contemplados créditos rurais dos bancos cooperativos Bancoob (R$ 1,88 bilhão) e Sicredi (R$ 2,04 bilhões), além de operações de até R$ 8,05 bilhões do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), para agricultura e para outros setores.

Leia também:  Mato Grosso ultrapassa SP e se torna o maior exportador de carne bovina do Brasil
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.