O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e o estado de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar, assinaram na tarde desta quinta-feira (25) convênio que vai melhorar o transporte de leite no Estado. O acordo prevê investimentos de R$ 2 milhões na aquisição de resfriadores e tanques isotérmicos.

Para o ministro Neri Geller, a iniciativa atende um setor que vem recebendo atenção especial do Governo Federal em todos os estados que apresentam esse potencial produtivo. “No caso do Mato Grosso, esse é um mecanismo que vai fomentar a agroindústria local e contemplar assentamentos que têm nessa atividade a base de sua renda familiar”.

Mais de 3,5 mil produtores de leite serão beneficiados com a aquisição dos equipamentos, especialmente nas localidades de Cáceres, Mirassol do Oeste, Araputanga, Médio Norte, Juara, Tabaporã e municípios mais carentes da Região do Araguaia, como Bom Jesus. Atualmente, a produção no Estado gira em torno de 2,7 milhões de litros/dia. Com o convênio, pode aumentar para 6 milhões de litros/dia.

Leia também:  Detran paralisa atividades por 24h em Mato Grosso nesta quinta-feira (17)

Com a assinatura do convênio, caberá ao Mapa aprovar os procedimentos técnicos e operacionais necessários para a implantação do projeto; repassar os recursos de acordo com o cronograma de desembolso e decidir sobre a regularidade da aplicação dos recursos transferidos. Entre as obrigações do estado está a execução dos trabalhos necessários a consecução do projeto, observando critérios de qualidade técnica, prazos e custos previstos no plano de trabalho.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.