Mato Grosso foi o estado que mais ofertou algodão em pluma durante o 1° leilão do Prêmio Equalizador Pago ao Produtor Rural (Pepro) da cultura. Foram oferecidas 291 mil toneladas de algodão alcançando um total de 100% nas vendas.

O volume resultou R$ 72,512 milhões em prêmio aos produtores ofertantes. O leilão ocorreu na manhã de ontem (25).

Foram postas 501 mil toneladas de algodão em pluma em oferta por nove Estados, explica a Companhia Nacional do Abastecimento (Conab). Destes foram comercializadas 498 mil toneladas apenas, que resultaram R$ 122,743 milhões em prêmio. Dentre os nove Estados apenas São Paulo não registrou operação. São Paulo havia colocado em leilão 3 mil toneladas.

Leia também:  Taxa de juros do rotativo do cartão de crédito cai para 422,5% ao ano

A segunda maior oferta foi feita pelo estado da Bahia com 140 mil toneladas. Goiás levará ao certame 24 mil toneladas e Mato Grosso do Sul 18 mil toneladas. Minas Gerais 8 mil toneladas, São Paulo 3 mil toneladas, Maranhão 9 mil toneladas, Piauí 6 mil toneladas e Tocantins 2 mil toneladas.

Assim como o milho, Mato Grosso participa dos leilões do Pepro em decorrência ao preço hoje pago, no caso pela arroba da pluma, ser menor que o preço mínimo de R$ 54,90. Hoje, a arroba da pluma varia entre R$ 50 (Diamantino) e R$ 51,40 (Alto Garças).

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.